Artigos PRINCE2 – MoSCoW e Gerenciar por Estágios

imgIconKindlePRINCE2: A Técnica de Priorização MoSCoW
[Edição Kindle] | http://www.amazon.com.br/dp/B00ICAN03Y

Este artigo tem o objetivo de apresentar a técnica de priorização MoSCoW conforme sugerido pela metodologia PRINCE2.

imgCoverMoSCoWResumo: Todos os requisitos em um projeto são importantes, porém, se estão priorizados possibilitam entregar benefícios para o negócio mais cedo. Então, quando se trabalha em projetos é fundamental estabelecer prioridades para prosseguir rumo à entrega do produto do projeto. A abordagem MoSCoW ajuda a manter o foco do trabalho a ser realizado no projeto ao avaliar e priorizar as necessidades das partes interessadas. A técnica é utilizada para classificar os requisitos e permite considerar o que incluir, bem como o que excluir no momento de acordar entre cliente e fornecedor os critérios de aceitação do produto do projeto.

imgIconKindlePRINCE2: O Tema Progresso e o Princípio de Gerenciar por Estágios
[Edição Kindle] | http://www.amazon.com.br/dp/B00ICAUOYW

Este artigo tem o objetivo de explicar a relação existente entre o Princípio de Gerenciar por Estágios e o Tema Progresso, ambos apresentados na metodologia PRINCE2.

imgCoverGerenciarporEstagiosResumo: PRINCE2 é um método estruturado e não proprietário para gerenciamento de projetos com foco em controle de tempo, custo, escopo, risco, qualidade e benefícios. Por meio de um quadro integrado de elementos ocorre uma gestão de sucesso: princípios, temas, processos e adaptação ao ambiente do projeto. Então, um projeto PRINCE2 é planejado, monitorado e controlado estágio por estágio, o que significa que o progresso acontece ao “quebrar” o projeto em um conjunto de atividades menores para produzir os produtos e ao mesmo tempo instituir pontos de decisões gerenciais para avaliar a viabilidade contínua do projeto.

Compartilhe! Divulgue! Comente…
@ronielton



Publicado em Gerenciamento de Projetos | Tags , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Antecedentes do desempenho do Escritório de Gerenciamento de Projetos: estratégia, pessoas e operações – uma proposta de modelo conceitual

Modelo Conceitual - Estratégia, Pessoas e OperaçõesA Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento da Universidade FUMEC, contribuiu para a teoria ao apresentar um modelo com conceitos bem definidos provenientes da revisão da literatura existente em Gerenciamento de Projetos que é capaz de avaliar as relações e os impactos que permeiam uma parte considerável e significativa do desempenho Escritório de Gerenciamento de Projetos. Para a prática, destaca-se que o modelo conceitual proposto pode ser visto como uma nova ferramenta de apoio à tomada de decisão ao considerar-se a implantação e manutenção de um EGP, pois a pesquisa identificou e apontou o respectivo grau de impacto que os aspectos conceituais da teoria influenciam na prática o desempenho de um Escritório de Gerenciamento de Projetos.

Resumo

Em tempos de competição crescente, as organizações têm sido levadas a se estruturarem para dar respostas rápidas, flexíveis e inovadoras, pois o ambiente no qual operam é cada vez mais complexo e competitivo. Portanto, ao instrumentalizar maneiras de promover a mudança, o sucesso de projetos se torna crítico para o sucesso do negócio. Projetos são importantes instrumentos para promover mudanças e desenvolvimento, o que leva as empresas à perspectiva do Gerenciamento de Projetos (GP), um assunto de relevância no ambiente corporativo, que vem ganhando destaque nos últimos cinquenta anos também na literatura especializada. Esta, ao longo do tempo, tem analisado e identificado os aspectos que direcionam e orientam as atividades administrativas e comportamentais em projetos. A partir da década de 1990, intensificou-se nas empresas a criação dos Escritórios de Gerenciamento de Projetos (EGP) que surgem como uma entidade organizacional reconhecida pelo executivo como o órgão responsável pelos projetos e que recebe a atribuição de todos os aspectos relacionados ao Gerenciamento de Projetos na organização. Sua idealização envolve o direcionamento estratégico de negócio, que é permanente, ao acompanhar o benefício esperado do desenvolvimento de um projeto, e deve ser precedido da análise de viabilidade financeira consistente. De fato, projetos somente são executados por pessoas. Então, recorrer à literatura e propiciar treinamento são atitudes fundamentais para que no cenário de operações, onde se materializa o produto do projeto, o gerente de projetos e os membros do time de projeto tenham perfeito entendimento de como contribuir efetivamente para alcançar os resultados de negócio esperados. Nesse contexto, esta pesquisa quantitativa teve por objetivo avaliar o desempenho do Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP), a partir dos construtos: estratégias de implantação, capacitação e treinamento de pessoal e controle do ambiente de operações em projetos, reunidos em um modelo estrutural. O modelo conceitual proposto foi avaliado com o auxílio da Modelagem de Equações Estruturais Partial Least Squares (MEE-PLS). Os resultados apontaram o grau de influência da institucionalização de métodos combinados envolvendo o controle do ambiente e os esforços de capacitação e treinamento no desempenho do Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP). O estudo também apresentou um instrumento de pesquisa validado e foi mediado por meio de survey on-line para a população de gerentes de projetos em uma amostra não probabilística.

Palavras chave: Escritório de Gerenciamento de Projetos. Desempenho. Estratégia. Pessoas. Operações.

2013-12-09 - Fotografia  2013-12-09 - Fotografia 2013-12-09 - Fotografia

imgIconKindleAntecedentes do desempenho do Escritório de Gerenciamento de Projetos: estratégia, pessoas e operações – uma proposta de modelo conceitual
[Edição Kindle] | http://www.amazon.com.br/dp/B00ICAUQDG

Compartilhe! Divulgue! Comente…
@ronielton



Publicado em Gerenciamento de Projetos, Mestrado | Tags , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Mendeley – ferramenta para gerenciamento de referências

Ufa! “Sua vida está mais difícil? Parabéns! você passou de fase!“. Brincadeiras e risadas a parte, estou ligado no 220V. Vida de Mestrando não é muito fácil.

Pausa nas atividades, quero compartilhar e registrar uma excelente ferramenta de gerenciamento de referências bibliográficas, e para aqueles que sempre avaliam a relação custo x beneficio, Mendeley é grátis.

Uma das necessidades primarias de qualquer pesquisador é através da leitura, em publicações recentes buscar referências acadêmicas relacionadas a sua área de interesse, seja, para obter citações, se manter atualizado conhecendo trabalhos de outros pesquisadores, ou até mesmo para orientar novas proposições de pesquisa.

Por isso a ferramenta Mendeley se torna um recurso muito útil, um aplicativo utilizado para facilitar o processo de catalogação e busca em documentos, com interface bastante simples, ela é poderosa e possibilita ao pesquisador manter uma base de dados de seus milhares de artigos acadêmicos, colecionados em simpósios, feiras, conferências, revistas, etc., enfim, qualquer documento PDF que você tenha arquivado no seu computador com aqueles nomes sugestivos (e.g.: 01-11-12-XPTO.pdf) é indexado pela aplicação.

Como um gerenciador de referências, o aplicativo permite que você organize suas fontes de pesquisa, realize anotações e descubra facilmente artigos que possuem determinada “palavra chave” em qualquer parte do documento. E ainda tem mais, o aplicativo também é uma rede social acadêmica, onde é possível colaborar com outras pessoas através da internet, fazer buscas em periódicos on-line e publicar suas próprias produções acadêmicas.

Abaixo um exemplo, onde fora realizado uma busca por palavra chave: “PMO” “Project Management Office”, em uma base indexada de mais de 7.500 artigos acadêmicos publicados (os PDFs estão arquivados na minha máquina).

Mendeley_Desktop_Search_PMO

A ferramenta foi desenvolvida para Windows, entretanto, é possível acessar sua biblioteca no modo on-line através do aplicativo móvel disponível para iOS (iPhone/iPad). Outro recurso interessante é a possibilidade de se criar um perfil on-line com suas informações acadêmicas e profissionais, que esta vinculado ao aplicativo instalado no seu computador, assim, a partir da sua estação de trabalho surge a possibilidade de realizar a publicação de suas produções, ao sincronizar seu computador com a plataforma que está disponível na internet.

O que você pode fazer com o aplicativo Mendeley?
- Gerar automaticamente bibliografias
- Colaborar facilmente com outros pesquisadores on-line
- Encontrar documentos relevantes com base no que você está lendo
- Acessar seus documentos de qualquer lugar on-line
- Importar artigos diretamente de 30 bases de dados acadêmicas
- E muito mais…

Convido-os a visitarem meu perfil na base de pesquisadores Mendeley.

Acesse o site e cadastre-se para baixar o aplicativo! http://www.mendeley.com/.

Compartilhe! Divulgue! Comente…
@ronielton



Publicado em Mestrado | Tags , , , , | 4 Comentários

Exam 70-178 Microsoft Project 2010, Managing Projects

Esta semana realizei o Exame de Certificação 70-178 – Managing Projects with Microsoft Project 2010, sendo aprovado. Confesso que nunca fui muito favorável a certificações relacionadas a produto, entretanto, após ouvir o Podcast Certificação MCTS em Project 2010 produzido pelo Ricardo Vargas passei a refletir e após considerações submeter ao exame, principalmente ao visualizar a sinergia da Formação Acadêmica, Técnica e Ferramenta que são complementadas pela Experiência Profissional.

MCTSManagingProjectsMSProject2010

Considerações a respeito do material de preparação:

Recomendo a leitura dos livros: Microsoft Project 2010 Passo-a-Passo de Carl S. Chatfield e Timothy D. Johnson (Ed. Bookman) e Microsoft Project 2010 Standard e Professional de Ricardo Vargas (Ed. Brasport), ambos podem ser encontrados na língua portuguesa no formato impresso.

Microsoft Projetc 2010 Passo-a-Passo Microsoft Projetc 2010 Standard e Professional

As obras possuem material de apoio online que podem ser baixados em áreas reservadas ao leitor e orientam a realização dos exercícios propostos. O primeiro livro disponibiliza também sua versão em Ebook (Inglês), já o segundo livro pode ser adquirido na versão digital para Kindle através da Amazon.com, neste formato o custo do livro é reduzido em aproximadamente 50% comparado a versão impressa. Sem dúvida, o estudo destes livros abrange toda a cobertura do exame apresentada no “Skills Being Measured”.

Outra fonte de referência é o Guia de Sobrevivência: Project 2010 e Project Server 2010 (pt-BR) do Microsoft TechNet e a pagina oficial do Microsoft Project 2010 (en-US) onde pode ser obtido o Guia do Produto.

O exame de certificação:

A prova é realizada em um Centro PROMETRIC sendo agendada através da Internet, o pagamento é feito com Cartão de Crédito em US$ (dólar americano) ou R$ (real brasileiro), está disponível em 10 idiomas (inclusive português brasileiro – excelente tradução!) sendo composta por 50 (cinqüenta) questões distribuídas em múltipla escolha que podem apresentar janelas do tipo pop-up para ilustrar a pergunta, com prints de tela; e questões em que o candidato precisa fornecer 2 (duas) respostas, geralmente ações complementares e/ou formas diferentes de executar um determinado comando, durante a resolução é possível assinalar questões para revisão antes de concluir o exame. A duração é de 125 minutos (contador regressivo de tempo exibido na tela), adicionados de 5 minutos de tutorial (inicio) e 10 minutos de pesquisa de satisfação (fim), que não fazem parte do tempo destinado a resolução de questões.

O candidato é aprovado se ao final do exame obtiver 700 pontos, o resultado é exibido na tela alguns segundos após informar o término da resolução das questões e você recebe o relatório impresso do exame que apresenta em uma barra horizontal seu nível de conhecimento verificado nas seguintes áreas avaliadas: Inicialização do Project 2010, Criação de um cronograma baseado em tarefas, Gerenciamento de recursos e atribuições, Monitoramento e análise de um projeto e Comunicação de informações do projeto.

Não é um exame complicado, mas exige do candidato o conhecimento das novas funcionalidades do Microsoft Project 2010, como Faixa de Opções, Timeline, Agendamento de Tarefas, Inspetor de Tarefas, Tarefas Inativas, Planejador de Equipe, entre outras. Uma atenção especial na preparação deve ser dada ao Gerenciamento dos Recursos (Pool de Recursos) e a criação de novos projetos através de lista de tarefas que podem ser importadas de outros aplicativos da família Microsoft Office (Excel, Word, Outlook) ou de listas de tarefas do Sharepoint.

Enfim, trabalhar com a ferramenta é um grande diferencial para quem deseja se submeter ao exame, pois muitas questões são visualizadas facilmente pela experiência em se utilizar o produto.

Compartilhe! Divulgue! Comente…
@ronielton



Publicado em Gerenciamento de Projetos | Tags , , , , , | 22 Comentários

Artigo Revista Segurança Digital

O artigo Criptografia simétrica e assimétrica – os principais algoritmos de cifragem apresenta as fórmulas de proteção da informação e as técnicas para evitar o seu repúdio, onde é possível encontrar a resposta ao questionamento: Qual o modelo de criptografia que devemos utilizar, simétrico ou assimétrico?

Publicado na Revista online com distribuição gratuita Segurança Digital em duas partes: 5ª Edição – páginas 11 à 15 (31 de março de 2012) e 6ª Edição – páginas 21 à 24 (31 de maio de 2012).

Capa_5ed_RevistaSegurancaDigital       Capa_6ed_RevistaSegurancaDigital
Download 5ª Edição             Download 6ª Edição

Resumo
A palavra criptografia provém dos radicais gregos kriptos (oculto) e grapho (escrita) e é o nome dado à ciência ou arte de codificar mensagens usando uma fórmula, que também será utilizada depois para decodificar a mesma mensagem. Na criptografia moderna, esta fórmula é chamada de algoritmo. Usada há milênios pela humanidade, a criptografia se tornou essencial para garantir a privacidade das comunicações no mundo atual, principalmente em redes de computadores públicas como a internet, por onde circulam dados pessoais, comerciais, bancários e outros. Conhecer, difundir e utilizar algoritmos criptográficos é essencial ao profissional de Tecnologia da Informação que no mundo moderno, entre suas atribuições deve proteger e garantir a privacidade das transações comerciais realizadas através de meios eletrônicos, assim é fundamental o entendimento das técnicas, seus algoritmos, protocolos e finalmente a maneira como estes lidam com a informação a ser mantida segura. Leia mais…

Compartilhe! Divulgue! Comente…
@ronielton



Publicado em Segurança da Informação | Tags , , , , , , , , | 3 Comentários